Voltar

Camila Asano assumirá direção-executiva da Conectas

Na organização desde 2006, Asano formará a diretoria com os diretores-adjuntos Júlia Neiva, Gabriel Sampaio e Marcos Fuchs

Da esquerda para a direita: Júlia Neiva, Gabriel Sampaio, Marcos Fuchs e Camila Asano, integrantes da nova diretoria da Conectas. (Foto: Leonardo Medeiros/Conectas) Da esquerda para a direita: Júlia Neiva, Gabriel Sampaio, Marcos Fuchs e Camila Asano, integrantes da nova diretoria da Conectas. (Foto: Leonardo Medeiros/Conectas)

O Conselho Deliberativo da Conectas Direitos Humanos designou a internacionalista Camila Asano como a nova diretora-executiva da organização para um mandato que se inicia em janeiro de 2023.

Além dela, também foram convidados como diretores-adjuntos Julia Neiva e Gabriel Sampaio, atuais coordenadores dos programas de Defesa dos Direitos Socioambientais e de Enfrentamento à Violência Institucional, respectivamente. Marcos Fuchs teve seu mandato renovado como diretor-adjunto.

Integrando o time da Conectas desde 2006, Asano é formada em Relações Internacionais pela Universidade de São Paulo e mestre em ciência Política pela mesma instituição. Na organização, já coordenou o Programa de Política Externa e Direitos Humanos e o Programa Fortalecimento do Espaço Democrático. Atualmente, exerce a função de diretora de programas da ONG.

Camila foi conselheira, por dois mandatos, do Conselho Nacional de Direitos Humanos de 2017 a 2020 e membro do Conselho Municipal de Políticas para Migrantes da cidade de São Paulo. Em 2019 recebeu da Assembleia Legislativa de São Paulo o prêmio Beth Lobo de Direitos Humanos das Mulheres.

“Assumo este desafio com entusiasmo e com a responsabilidade de zelar pelo legado e história de mais de vinte anos de uma das maiores organizações de direitos humanos do Brasil”, declarou Asano. “Seguiremos inovando com olhares atentos e sensibilidade aos temas mais urgentes para fortalecer o papel relevante que a Conectas desempenha na defesa dos direitos humanos e da democracia”, acrescentou.

Asano assume a direção-executiva no lugar de Juana Kweitel, que encerra seu mandato após seis anos à frente da organização. Durante este período, Kweitel atuou pela consolidação da área de litígio estratégico em direitos humanos e pela centralidade do combate ao racismo como valor institucional e tema transversal à atuação da organização.

De acordo com Theo Dias, presidente do Conselho Deliberativo da Conectas, a composição da nova diretoria representa a confiança nos rumos atuais da organização e o compromisso com a diversidade racial entre as posições de liderança da entidade.

“Deixamos a organização em mãos de uma equipe comprometida, resiliente e altamente profissional, com a qual teremos o prazer de trabalhar de perto para entregar a missão da Conectas de defender e promover os direitos humanos e a democracia no Brasil e no mundo”, afirma Dias.

Dias ressalta ainda os avanços da entidade durante a gestão de Kweitel: “Em seu período enquanto diretora-executiva da Conectas, Juana teve o desafio de liderar a equipe em um dos momentos de maior recrudescimento do autoritarismo desde a redemocratização do Brasil e da pandemia de covid-19. Sob sua gestão, houve avanços na diversidade interna e no enfrentamento ao racismo, hoje um valor institucional e tema transversal a todos os programas. Além de deixar uma organização financeiramente sólida, com alto grau de transparência e boa governança, ela ainda deixa como legado uma cultura de cuidado à equipe.”

Novos diretores-adjuntos

Júlia Neiva é a atual coordenadora do programa de Defesa dos Direitos Socioambientais da Conectas e uma de suas fundadoras. Advogada formada pela PUC-SP, tem LL.M. pela Universidade de Columbia-NY e é doutoranda no Programa de Direitos Humanos da Faculdade de Direito da USP. Integra o Conselho de Diretores da organização francesa de direitos humanos Sherpa e é membro-colaboradora da Comissão Arns. 

Gabriel Sampaio é atual coordenador do programa de Enfrentamento à Violência Institucional e da área de Litígio Estratégico da Conectas. É advogado e mestre em Direito das Relações Sociais pela PUC/SP. Foi Secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça de 2014 a 2016, membro do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária de 2016 a 2017 e do Conselho Nacional de Direitos Humanos (2014-2016). Foi também assessor jurídico no Senado Federal entre 2016 e 2019. Atualmente é membro do Conselho Consultivo da Ouvidoria das Polícias de São Paulo.

Marcos Fuchs é advogado formado pela PUC/SP. Um dos fundadores da Conectas, ele integra a equipe desde 2001, apoiando o programa de Enfrentamento à Violência Institucional e as áreas de Litígio Estratégico e Administrativo-Financeira. Marcos foi membro do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (2013 – 2019) e vice-presidente do Conselho da Comunidade de São Paulo (2012 – 2014). Ele também é diretor-executivo e fundador do Instituto Pro-Bono. Em 2014, recebeu do Ministério da Justiça a medalha Márcio Thomaz Bastos e, em 2015, o prêmio advogado pro-bono do ano, conferido pela International Bar Association.


Informe-se

Receba por e-mail as atualizações da Conectas