A Conectas faz o acompanhamento diário das principais notícias de direitos humanos publicadas por jornais e revistas do Brasil e do exterior. O conteúdo é atualizado diariamente - separado por temas de Justiça e de Política Externa - no web site www.conectas.org, para livre acesso, com o resumo das notícias e o link para o conteúdo original. Alguns veículos de comunicação podem restringir o acesso a assinantes

Clipping Justiça, 12 de julho de 2017

VIOLÊNCIA INSTITUCIONAL

 
Segurança pública: Violência fecha escolas e interrompe aulas em 93 de 100 dias no Rio. Ao todo, 381 escolas (25% da rede municipal) ficaram sem aulas em algum dia do ano devido a tiroteios que ocorriam por perto. O resultado: 129 mil crianças afetadas. (Folha)
 
Sistema prisional: Por que não sabemos quantos presos há no Brasil. O Brasil tem uma das maiores populações carcerárias do mundo - e, atualmente, essa é um dos poucos dados conhecidos sobre o sistema penitenciário brasileiro, segundo especialistas. Isso porque, desde 2014, o Ministério da Justiça não divulga informações sobre a população dos presídios no país. (BBC Brasil)
 
Sistema prisional/mulheres encarceradas: As violações de direitos humanos de mulheres encarceradas e suas crianças. A situação dos presídios brasileiros revela a insuficiência de políticas e ações que garantam a manutenção de vínculos socioemocionais das detentas com suas famílias e bebês, de modo a apoiá-las para o restabelecimento da convivência social e comunitária. (Nexo)
 

FORTALECIMENTO DO ESPAÇO DEMOCRÁTICO

 
Reforma trabalhista: Reforma trabalhista: o que muda para o brasileiro? Defendido pelo governo como uma forma de gerar emprego, projeto passa pelo Senado e vai para sanção presidencial. Críticos afirmam que nova lei vai precarizar mercado de trabalho. Entenda por quê. (DW)

Defensores: The Most Pitiful Job in Brazil. But then I found another job that is even more heartbreaking: the United Nations special rapporteur. They are usually appointed with three-year mandates. And they are completely ignored. (NY Times)
 

VIOLAÇÕES DE DIREITOS HUMANOS E AMBIENTAIS

 
Pau D’Arco: MP do Pará tem indícios de que policiais podem ter executado sem-terra. Os dez posseiros mortos durante a ação de reintegração de posse de uma fazenda da cidade de Pau D’Arco, no sudeste do Pará, podem ter sido executados por policiais militares e civis que participaram da operação, deflagrada no dia 24 de junho. (Justificando)