Busca Avançada

Sobre a SUR













O OBJETIVO DA SUR

O objetivo da Sur - Revista Internacional de Direitos Humanos é influenciar a agenda global de direitos humanos, produzindo, promovendo e divulgando pesquisas e ideias inovadoras, principalmente do Sul Global, na prática de direitos humanos.

A Revista Sur é uma publicação de livre acesso para um público on-line e impresso de mais de 6.000 pessoas, em mais de 100 países.

Publicada pela primeira vez há 11 anos com o intuito de aprofundar e fortalecer os vínculos  entre acadêmicos e ativistas do Sul Global e aumentar a sua participação no debate global, a Revista Sur tem evoluído continuamente.
Em 2014, celebrando seu 10º aniversário, a Revista publicou a 20a edição comemorativa - que reúne mais de 50 dentre os principais estudiosos e ativistas de 18 países - para refletir sobre o novo rumo do movimento internacional de direitos humanos.

Para a Conectas, a 20ª edição da Revista Sur serviu não apenas como uma oportunidade para repensar os pilares do movimento do qual fazemos parte, mas também nos permitiu reconsiderar o papel da Revista Sur nos anos que virão.

A Revista Sur não teria sido possível sem o apoio inicial e as contribuições materiais da Fundação das Nações Unidas e da Fundação Ford. Gostaríamos também de agradecer a Fundação Carlos Chagas pelo generoso apoio prestado até a 19ª edição da Revista. Atualmente, a Revista Sur é generosamente apoiada pela Fundação Ford, pela Open Society Foundations, Fundação Oak, Sigrid Rausing Trust, International Development Research Centre (IDRC) e pela Agência Sueca para o Desenvolvimento de Cooperação Internacional (ASDI).

PROCESSO DE SELEÇÃO E DIREITOS AUTORAIS

A Revista Sur, em primeiro lugar, serve como um espaço para compartilhar perspectivas, principalmente do Sul Global, sobre a agenda de direitos humanos do mundo. A Revista oferece um espaço onde o papel do Sul Global na formação do discurso de direitos humanos - incluindo, as suas instituições, prioridades e impacto - será debatido. Será dada preferência às vozes locais ou àquelas de atores diretamente envolvidos com a questão. A Revista visa apresentar contribuições que discutam o que os países do Sul Global e aqueles envolvidos na prática de direitos humanos têm feito ou podem fazer para influenciar essa prática em todo o mundo.

Em segundo lugar, a política editorial da Revista reconhece que seu público é híbrido - composto por ativistas, acadêmicos e formuladores de políticas e aqueles que transitam entre esses grupos - geralmente chamados de "defensores de direitos humanos". O que une esses grupos é o seu desejo de encontrar soluções para os difíceis questionamentos existentes no campo de direitos humanos e assim fortalecer o movimento como um todo.

Em terceiro lugar, a política editorial da Revista estabelece um equilíbrio tênue entre análises em profundidade e conteúdo apresentado de forma direta. Ciente das dificuldades que esta tarefa apresenta, a equipe da Revista Sur convida a apresentar textos que ofereçam uma visão crítica, preferencialmente com base em pesquisa empírica ou inédita, de forma clara e concisa. Tal abordagem decorre do público híbrido da Revista: seus leitores e autores atuam em círculos diferentes, ainda que coincidentes, e assim, se beneficiam de textos com foco na prática, mas que também sejam críticos e teoricamente consistentes. O formato da Revista e do processo de seleção, incluindo a extensão limitada dos textos, o design de fácil leitura do site, a linguagem acessível, e o processo de avaliação externa anônima (blind review) com foco na qualidade, buscam este equilíbrio.

Em quarto lugar, a Revista Sur não é apenas uma publicação on-line e off-line, mas também um espaço – que inclui debates presenciais - para o compartilhamento de ideias inovadoras sobre a prática de direitos humanos com uma rede única de profissionais de direitos humanos. Criada como um coletivo de professores protagonistas da área de direitos humanos - muitos deles ativos e valiosos membros do nosso Conselho Editorial e Consultivo - a Revista combina estes contatos com a ampla rede de ativistas de direitos humanos disponibilizada pela instituição responsável por sua publicação, a Conectas Direitos Humanos. Em termos práticos, cada edição da Revista apresenta um editor convidado - um especialista em direitos humanos - o que permite que a equipe da Revista se aproxime das pessoas diretamente envolvidas com a prática de direitos humanos, as quais afinal compõem seu público alvo. Além disso, as publicações de cada revista são seguidas por uma série de debates presenciais, em diversas regiões do mundo, como forma de dar voz aos autores da Revista e àqueles que por ela são entrevistados.

HISTÓRIA DA SUR

A Revista Sur foi criada em 2004 como um veículo para aprofundar e fortalecer os vínculos entre acadêmicos e ativistas do Sul Global dedicados a direitos humanos. A Revista teve como objetivo ampliar as vozes e a participação desses atores nas organizações internacionais e universidades.

Desde então, foram publicados mais de 220 artigos de 50 países. 63% dos autores são do Sul Global. Os artigos têm discutido questões tão diversas quanto saúde e acesso a tratamento, justiça de transição, mecanismos regionais e o direito à informação, para citar apenas alguns.

Cada vez mais, a Revista Sur tornou-se uma ferramenta prática para o trabalho de seus leitores, oferecendo informações às pessoas e organizações que trabalham para defender os direitos humanos, disponibilizando valiosas pesquisas, reflexões significativas e estudos de caso relevantes que combinam rigor acadêmico e interesse prático.

Para acessar edições anteriores da revista, clique aqui.